Como estudar para as matérias de exatas?

Olá, futuros coleguinhas de UnB, tudo bem com vocês?

No post da semana passada demos algumas dicas de como criar um cronograma de estudos e recebemos muitas mensagens no insta, pedindo ajuda para estudar a parte de exatas, então não se desespere, você não é o único atrás de socorro.

Sabemos que nem todo mundo tem facilidade com as matérias cobradas nas provas, grande parte dos estudantes têm mais dificuldade nas matérias de Matemática, Física, Química e até Biologia. No post de hoje vamos dar dicas de como estudar essas disciplinas (também conhecidas como “terror dos vestibulandos”).

Antes de continuarmos, é importante saber que se você faz parte desse grupo de pessoas que não possuem muita afinidade com as exatas, vai ser necessário um nível maior de concentração e dedicação, então quando for estudar, esteja atento e disposto a investir tempo de qualidade, NÃO SE SABOTE!

E se você gosta dos número, não deixe de sempre estar aperfeiçoando, pois aquilo que não é praticado, mesmo que seja um “talento natural”, com o tempo acaba sendo perdido, então esteja sempre reforçando e revisando seus conhecimentos, FICA ESPERTO!

Digo tudo isso, por experiência própria. No ensino fundamental e médio fui mais do time dos números do que das letras e passei por algumas fases nessa trajetória. Teve uma época que pensei em me dedicar somente aos números, afinal, era o que eu mais gostava, e as notas das matérias de humanas começaram a cair. Ao notar isso, mudei a estratégia, comecei a estudar mais pras humanas, dessa forma, houve um equilíbrio, mas no decorrer do tempo, notei que não estava mais me dedicando tanto para a parte das exatas, e apesar de gostar e sempre ter sido boa, as notas começaram a cair, pois eu não estava praticando.

hoje vim te passar algumas dicas para que esse momento não seja tão complicado.

  1. QUEIRA APRENDER! já chegamos a conclusão que aprender aquilo que já gostamos ou temos interesse se torna mais fácil, né? É exatamente isso, o primeiro passo é querer aprender, dessa forma, os obstáculos irão diminuindo aos poucos (quem sabe você não descobre que até gosta).
  2. PRATIQUE! Diferente das disciplinas de humanas, as de exatas requerem mais prática do que teoria. Um grande erro da maioria dos estudantes é focar muito em vídeo aulas, ver as pessoas resolvendo exercícios, fazer resumos, mas acabar não colocando a mão na massa. Que fique claro que não estou dizendo para não aprender os o conceitos, eles são sim importantes, entretanto, não basta só conhecer a teoria.
  3. NÃO TENHA MEDO DE ERRAR! É aquelas frase que já se tornou até clichê “melhor errar em casa, do que na hora da prova”. A princípio não vai ser fácil, você vai errar, pois acertar treino, e tudo que requer treino, requer tempo.
  4. NÃO PULE ETAPAS! Como já foi citado na dica anterior, aprender requer tempo, então não vai adiantar querer pular etapas, pois na área da exatas um conteúdo depende do outro, é como se eles se complementassem, por exemplo, na hora de fazer um divisão, você usa da soma, da subtração e também da multiplicação, logo, não adiantaria ir logo para a divisão se você se quer sabe somar.
  5. NÃO DECORE! Decorar, na verdade, é apenas um processo mecânico de fixação, sem que aquilo seja realmente analisado ou compreendido pelo cérebro. Para algumas pessoas é útil, mas que não costuma ser muito eficiente para armazenar grandes volumes de informação e que não tem grande durabilidade. Em poucos dias ou semanas você já esqueceu tudo que decorou em determinado momento. A memorização, por outro lado, é um processo consciente. Para memorizar é necessário que a sua leitura seja a mais eficiente possível, que absorva e compreenda o máximo de conteúdo possível através dela. Óbvio que não é o caminho mais rápido, visto de demanda mais foco e dedicação, mas o resultado acaba sendo muito mais eficiente e duradouro.
  6. DESCUBRA QUAL MÉTODO É PREDOMINANTE NA SUA PERSONALIDADE! Há três métodos que se adequam à personalidade de determinadas pessoas, visual, auditivo e cinestésico. O visual aprende mais vendo, o auditivo aprende mais ouvindo, e o cinestésico aprende mais praticando. A dica é fazer alguns testes para descobrir qual é o seu método predominante na sua personalidade, assim fica mais fácil aprender.
  7. ENSINE! Agora que já sabe qual o seu método predominante, estude focado nele, após isso, procure alguém e ensine o que já aprendeu. Essa dica é boa, pois além de estar exercitando todos os métodos, para transmitir o conhecimento para o próximo, é preciso aprender.
  8. MANTENHA O HÁBITO DE ESTUDAR! No fim das contas, para exercitar todas as dicas acima, você precisa estar sempre estudando, então crie o hábito de estudar e não fure o cronograma de estudos.

Hoje, na faculdade, percebo que poderia ter tornado as coisas, na escola, muito mais simples do que foram, por simplesmente não saber que o que estava fazendo de errado. Então aproveite todas essas dicas e arrebente na prova!

 

Gostou das informações? Quer mais?  É só continuar acompanhando o blog, fiquem de olho que nos próximos dias estaremos trazendo o máximo de ficas possíveis para facilitar sua vida de estudante.

 

Até o próximo post, Tchaau!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido.
Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: